Luciano Vieira

Luciano Vieira é músico contrabaixista, produtor e educador musical. Estudou com Nico Assumpção, Jorge Oscar, Cyro Pereira, Frank Herzberg, entre outros. Já tocou com Celso Fonseca, Hélio Ziskind, Rosana, Milton Guedes, e inúmeras bandas de vários estilos musicais. Tem vários álbuns lançados, inclusive um solo autoral de músicas infantis.

Murilo Viana – Violão/Baixo/Guitarra/Grupo

Murilo Viana é um músico paulistano que  traz em sua bagagem uma diversa gama de vivências que o enriqueceram nos últimos anos e que o capacitaram a dividi-las com quem se interessar em desenvolver os conhecimentos e práticas necessárias para a compreensão da música como linguagem.

Dentre essas vivências, destacam-se o curso de violão, harmonia e improvisação que realizou,no início de 2011, com o músico, arranjador e produtor musical, Luizão Cavalcanti, bem como o curso de Formação de Músicos Educadores realizado na escola Espaço Musical Ricardo Breim. Neste curso, Murilo Viana teve aulas com renomados professores, como: André Hosoi, Camilo Carrara, Carlinhos Moreira, Danilo Moraes, Heloísa Zani, Irajá Menezes, João Paulo Nascimento, Mônica Thiele, Pedro Ito, Renato Veras, Ricardo Tetê e Ricardo Breim, tendo concluído o curso em 2011.

Como músico-educador, Murilo Viana iniciou suas vivências no ano de 2009. Atualmente, ministra aulas de violão, contrabaixo e musicalização para crianças no Espaço Musical Ricardo Breim; é professor de  música na escola “Vera Cruz”. Essas vivências demonstram a abrangência da concepção musical que Murilo Viana tem construído ao longo de sua trajetória como músico-educador e nos dá plena ideia do grande potencial que possui como músico e professor, na medida em que busca sempre novas possibilidades de produzir e de ensinar música.

 

Patricia Ahmaral – Canto

Patrícia Ahmaral é cantora e professora de técnica vocal

Atua como professora na área de canto popular, desde os anos 90, através de exercícios de técnica tradicionais, mas com especial ênfase na interação corpo/voz e na investigação sobre a importância da “presença/plenitude” corporal e da intenção que antecede a produção da voz. Sobretudo, acredita firmemente que, independente de assumir o canto como algo profissional, todos podem desenvolver a habilidade de cantar e assumir o canto como forma de expressar suas emoções.

Como intérprete, Patrícia Ahmaral iniciou carreira dentro dos movimentos musicais dos anos 1990, em Belo Horizonte e teve seu disco de estréia, o “Ah!” (1999) produzido por ZECA BALEIRO. Lançou ainda “Vitrola Alquimista ” , produzido por RENATO VILLAÇA e “Superpoder”, produzido por FERNANDO NUNES.
Em seu trabalho, a artista visita, com personalidade, obras de autores marcantes na música brasileira, como SÉRGIO SAMPAIO, WALTER FRANCO, RAUL SEIXAS e ALCEU VALENÇA, além de expoentes de sua geração, como FERNANDA TAKAI, CHICO CÉSAR E ZECA BALEIRO. A estes, a cantora alia canções de  LUCINHA TURNBULL, TOTONHO, ADELINO MOREIRA,LUÍS CAPUCHO, MATHILDA KÓVAK, EDVALDO SANTANA, ADEMIR ASSUNÇÃO, KALI C., SUELY MESQUITA, RENATO NEGRÃO e CHRISTIAN MAIA, propondo pontes entre épocas, universos e autorias.
No final dos anos 90, gravou a abertura da novela “Xica Da Silva”, além do tema do personagem principal, a canção “Quenda”, na trilha sonora de MARCOS VIANA para a trama.

Paralelamente à atuação em música popular, graduou -se também em Canto Lírico, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), participando como solista de diversas óperas e concertos com orquestras mineiras.

Com canto popular, ao longo da carreira,  dividiu o palco com nomes como OTTO, VANDER LEE, TITANE, TONINHO HORTA, MOSKA, PEDRO LUÍS, JARDS MACALÉ, RITA BENEDITO, CHICO CÉSAR, ZECA BALEIRO, entre outros.
Participou de vários projetos nacionais, como o “Prata Da Casa” (Sesc Pompéia – SP), “Novo Canto” (Sesc Copacabana- RJ) e “Programa Bem Brasil” (Rede Cultura). Patrícia integrou, desde o início, o importante projeto/movimento “Conexão Telemig Celular de Cultura”, que por quase uma década (depois substituído pelo “Conexão Vivo”), reuniu a cena cultural e musical do estado, em caravanas por Minas e capitais do país.

Atualmente, trabalha na pré-produção de seu quarto disco de carreira, que irá homenagear um dos nomes ícones do Tropicalismo.

Pedro Bruschi – Violão/Guitarra

Sou músico educador licenciado pela USP e com especialização em prática instrumental avançada pela EMESP TOM JOBIM.
Estudei com professores como Alessandro Penezzi, Rudy Arnaut, Renata Montanari, Paulo de Tarso, Marcus Teixeira e outros.
Trabalho como músico numa perspectiva bastante eclética, contudo me aprofundei na linguagem do samba e choro, tendo estudado tanto o violão de 6 quanto o de 7 cordas.
Tenho dois discos lançados com o Grupo João de Barro.
Como educador atuo há 15 anos ministrando aulas em diversos contextos, escolas, projetos e conservatórios, sempre tendo como referência a música do aluno, a criatividade, a percepção e os pilares culturais brasileiros e mundiais.

Regina Prata – Canto

 

Musicista de formação erudita, leciona canto lírico e popular (iniciação e avançado). É bacharel em Composição e Regência pelo Instituto de Artes da UNESP. Atuou como cantora lírica no Brasil e em vários países da Europa, tendo também se apresentado como cantora junto a conjuntos e orquestras de jazz. Tem formação voltada para saúde vocal pelo Centro de Estudos da Voz – FIV (SP), acompanhando também técnicas de voz voltadas para o repertório de musical.

Ricardo Breim – Piano/Composição/Improvisação

Compositor, arranjador, pianista e educador musical, Ricardo Breim nasceu em 1952 e começou a estudar piano aos 4 anos de idade. Participou de conjuntos musicais como o Quintaessência e o Grupo Rumo, tem parcerias com cancionistas brasileiros como Luiz Tatit e José Miguel Wisnik e escreveu arranjos para a Orquestra Jazz Sinfônica. No PAM – Projeto Alfabetização Musical – pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, além da coordenação pedagógica, atuou na direção musical das gravações feitas por Dominguinhos, Milton Nascimento, Marisa Monte, Lulu Santos, Erasmo Carlos, Joyce, Ná Ozzetti e Cássia Eller, entre muitos outros.

Breim formou-se engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (1976) e pós-graduou-se em Semiótica com a dissertação “Para uma aprendizagem musical integrada” (2001) na FFLCH da Universidade São Paulo. Foi responsável, junto com Samuel Kerr, pela formação de professores do Projeto Monitores Corais da Secretaria do Estado da Cultura e participou da elaboração dos Parâmetros e Referenciais Curriculares Nacionais (MEC – 1996 a 98). Em maio de 2006 foi convidado para levar à Câmara e ao Senado, em Brasília, suas ideias a respeito do papel da música na formação humana. Atua desde 1985 como diretor da escola Espaço Musical Ricardo Breim, em São Paulo. Nessa escola, foi o idealizador e coordenador do curso Formação de Músicos Educadores, que teve cinco turmas concluídas no período de 2009 a 2015 coordena agora o curso de Composição e Produção Musical.

Ricardo Ibri – Violão

“A minha maior conquista na vida foi criar habilidade para aprender! Sem dor!”

Músico, instrumentista, arranjador, compositor e professor.
Com formação superior em música, fundou em 1975 a Travessia Oficina de Música, a qual conduziu até 1995. Trabalha hoje com composição, arranjo, produção, rádio dramaturgia e principalmente como professor, a atividade que mais gosta. Em seus procedimentos didáticos, dá destaque e ênfase à música brasileira. Já que faz parte da geração que viveu o período mais rico e fértil dessa música, com o aparecimento de extraordinários talentos, alguns esbarrando na genialidade.
Faz do seu violão o instrumento do aprendizado da brasilidade e da universalidade musical.

“Eu não sei o que seria do Brasil sem a sua música. Ela é a responsável pela melhor imagem do povo desse Brasil para o mundo.”

Roberto Gastaldi

Atualmente professor de trompete do Conservatório Municipal de Guarulhos, da Escola Espaço Musical, é idealizador, arranjador e músico do grupo Sopro Brasileiro. Atua em concertos, gravações, casamentos, eventos, shows.
Possui graduação em Bacharelado em trompete pela FACULDADE MOZARTEUM DE SÃO PAULO (1993) e Mestrado pela Universidade Federal da Bahia (2019).
Foi trompetista da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo de 1989 até 2017 e da Banda Savana de 2010 a 2016.

Já tocou em:
 BANDAS DE BAILE E INSTRUMENTAIS:
Silvio Mazzuca, Osmar Milani, Élcio Álvarez, Banda Savana, Roberto Sion Big-Band, Cometagafi.

 ARTISTAS POP:
Maurício Pereira, Suzana Salles, Skowa e a Máfia, Heartbreakers, Paulo Padilha, Renato Jaw, Sá, Rodrix e Guarabira, Banda Cara de Pau (da qual é fundador), Os Guanabaras, Jethro Tull(Ian Anderson), Bibi Ferreira, Nuno Mindelis.

 MÚSICA ERUDITA:
Orquestra Experimental de Repertório (1991-1992), Orquestra S. do E.S.P (cachê), Orquestra S. do M. S. P (cachê), Orquestra S. de Ribeirão Preto (cachê).

 CURSOS:
Trompete: Profs.: Helio Gastaldi, Séttimo Paioletti, Haroldo Paladino, Sérgio Cascapera.
Bacharelado em trompete: Faculdade Mozarteum
Arranjo e Harmonia: Prof.: Júlio Cesar Figueiredo
Arranjo: Prof.: Nelson Aires
Improvisação: Prof.: Roberto Sion.
Musicalização: Prof.: Ricardo Breim
Oficina de Arranjo: Prof.: Ian Guest

Fundou a Banda Paralela em 1992, na qual trabalhou como produtor até 2000, e como trompetista até 2002, produziu o CD lançado em 1999.
Com o Sopro Brasileiro, produziu e arranjou o CD Furunfunfum no Carnaval, de 2006, em parceria com o grupo Furunfunfum.
Já escreveu arranjos para diversas formações instrumentais.
Atuou em CDs como músico, arranjador e produtor com artistas como Chico César, Banda Paralela, grupo Sopro Brasileiro, Fortuna, e outros.
Foi professor de trompete da Faculdade Fito de 2005 a 2008.
Trabalha também como produtor musical em eventos.
Desde 2008 atua como trompetista e diretor musical nas peças infantis O Circo do seu Lé, O Domador de férias, e Tô Índio no Circo.

Rodrigo Vasconcelos – Piano

Silvia Dozzi – Piano

Silvia Dozzi e pianista e flautista ( flautas doces ) .
Há 40 anos trabalho como professora de piano , flauta doce e musicalização .
Licenciada em Educação Artística com habilitação em música pelo Instituto de Artes da Unesp e licenciada em prática de instrumentos antigos de sopro pelo curso de extensão universitária da Unesp.
Integrou como flautista o grupo de música antiga da Unesp e Grupo Tourdion.
Especialização em piano com os professores Roberto Sabag e Beatriz Balzi , atualmente estuda harmonia e composição com a pianista e compositora de MPB Silvia Goes .

Carreira desenvolvida na área de educação musical com mais de 30 anos de experiência como educadora e instrumentista – piano e flauta doce.
Coordenação e Implantação de Projetos Musicais em escolas, empresas e prefeituras.
Responsável pela coordenação e supervisão de cursos, oficinas , seminários de formação e treinamento musical para professores.
Habilidade na formação de eventos e apresentação de alunos.